sexta-feira, 20 de março de 2009


Por vezes demora-se tempo a mais. Por isso te dou a mão já.
Não caias.
Sorri como me sorriste ontem para a fotografia. Como se a tua pureza fosse motivada por uma maturidade que ainda não tens.
Sorri não só por seres quem és mas porque gostarás em quem te vais tornar.
Sorri dizendo - " Agora sou eu", como se fosse a última coisa do Mundo que gostarias de fazer.
És, sem dúvida um orgulho. Não será apenas desta vez. Dou-te e dar te ei sempre a mão. Não vou demorar, estás seguro.

3 comentários:

Anónimo disse...

E vergonha de seres como és?! Não tens?

Só tu disse...

Se tens não deves ter... quem te conhece sabe aquilo que és... Continuo a gostar do que escreves... sem dúvida continua.

Anónimo disse...

Idem! :)
.