quarta-feira, 7 de abril de 2010

O evidente

À partida devemos desconfiar de tudo o que é demasiado evidente. As coisas que saltam aos nossos olhos como muito claras e pouco duvidosas devem merecer desde logo a nossa particular atenção. E duvidem das evidências. Tipo, uma mulher muito bonita e atraente fisicamente, de forma inquestionável para todas as pessoas, é sempre de desconfiar. O mesmo se aplica aos homens. Quando tudo soa demasiado perfeito e apelativo, há sempre qualquer coisa que depois não bate certo.

Pensem nisso...

2 comentários:

disse...

Hum...alguma experiência pessoal para partilhar?:)

Bruno Marques disse...

Não propriamente. Apenas registos de algumas observações e respectivas constatações. :)