sábado, 31 de julho de 2010

Promessas

Quando prometo qualquer coisa, gosto de cumprir à risca. Sem falhas de qualquer espécie. Por isso, quando o que está fora do nosso controlo falha, e obriga a que eu falte ao prometido, posso dizer que no mínimo fico possuído. O que fazer quando não cumprimos as nossas promessas por causa do que não controlamos?

O que sei é que esta música é capaz de me acalmar sempre que preciso. Disso tenho a certeza...

4 comentários:

disse...

Podia dizer (muito ao meu jeito) que ficar possuído não é necessariamente uma coisa má...:P

Um dos últimos posts tem o título de 'Regressos', este de 'Promessas' e assim digo que se o meu comentário tivesse um título seria :'Partida', 'A partida da Cá' para ser mais correcto!!

Um beijo...

Até...

Bruno Marques disse...

Partida para sempre ou partida para férias? :P

disse...

Sim estou de férias :) Mas a partida era mesmo do meu papel de comentadora do blog...Fartei-me de ser a Cá! Se voltar a comentar será com o meu nome, que até é bonito!!:) Mas não sei ;)
Foi um prazer Bruno Marques (só me despeço de ti, já que eras o único que davas algum feedback aos meus comentários:)e mesmo assim, ultimamente...

Bruno Marques disse...

Por mim estás à vontade por comentar com o teu verdadeiro nome. E se ainda por cima é bonito, tanto melhor...:)

Eu sempre dei feedback. Essa acusação do ultimamente é injusta...:P

Bem, adeus, até para sempre, até breve, até já...whatever...