segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Cinzento

Certo dia, numa conferência de imprensa, Maradona disse: "Yo soy blanco o negro, gris no voy a ser en mi vida".

É muito fácil dizermos que ou somos branco ou negro. Mas as circunstâncias da vida exigem que muitas vezes sejamos cinzento. Não cinzento como o tempo, mas suficientemente meio termo para conseguirmos sobreviver às vicissitudes dos dias.

Diria mais. Ser branco ou negro, ter uma posição bem definida, pode ser bem mais fácil de assumir. Ser cinzento traz bastantes problemas. Porque é quase impossível conciliar todas as partes. E tu, de que cor és?

9 comentários:

sofia disse...

eu sou da cor que o espelho da vida reflete em mim...por vezes vou mudando...

patrícia disse...

Branco... Calma, paz, pureza, inocência... Acho que branco é a minha cor.
**

Cá estou eu disse...

Eu acho-me bem colorida :)
Mas no tipo de situações que referiste tento não ser de extremos...ver e tentar compreender ambos os lados. Sim, e concordo plenamente contigo quando dizes que ser conciliador não é nada fácil :(

Bruno Marques disse...

Algumas, poucas vezes, branco ou preto. Na maior parte das vezes soy gris...

Anónimo disse...

Detesto o cinzento, essa zona que não conseguimos definir.
Na maior parte das vezes sou preto ou branco.
É assim que sou e gosto de ser assim. Claro que corremos riscos, mas assumo essa responsabilidade inteiramente.
Todavia, ninguém consegue fugir a ser cinzento de vez em quando;ou porque dá jeito, ou porque achamos que em determinadas circunstâncias é o melhor, para nós ou para os outros.
De qualquer forma, tenho sempre muito cuidado com aquelas pessoas que são na maior parte do tempo"cinzentas": não são de confiança.

Bruno Marques disse...

Acho que ser sempre branco ou preto é demasiado fracturante. Cria demasiadas divisões. E acho também que a virtude está quase sempre no meio termo. É nesse sentido que falo no cinzento. Não tem nada a ver com o ir contra as minhas convicções. Tem a ver com a forma como nos relacionamos diariamente com as pessoas.

Se sou de confiança ou não, deixo isso ao critério das pessoas. Uma coisa é certa fico sempre com a consciência tranquila de dar e fazer o meu melhor em tudo. É claro que falhamos muitas vezes e em muitas coisas.

Anónimo disse...

Porque existirá o arco-iris? Para nos lembrar que assim como as suas diferentes cores poderão ser as cores que cobrem o nosso dia a dia...umas vezes com cores quentes, outros nem por isso.
Mas mesmo que cinzento seja terá sempre o seu valor...o meu, o teu e do outro..

Cá estou eu disse...

O problemas das pessoas que são preto ou branco é que têm frases e atitudes deste tipo:'De qualquer forma, tenho sempre muito cuidado com aquelas pessoas que são na maior parte do tempo"cinzentas": não são de confiança.' Ser cinzento não significa falta de personalidade. Ser cinzento implica tolerância, capacidade de ouvir e entender mesmo que sejam opiniões diferentes. Apesar do cinzento não ser uma cor muito bonita, no caso mencionado, ser cinzento não é mau, muito pelo contrário...mas isto sou eu 'que não devo ser de confiança'...

Cá estou eu disse...

O problemas das pessoas que são preto ou branco é que têm frases e atitudes deste tipo:'De qualquer forma, tenho sempre muito cuidado com aquelas pessoas que são na maior parte do tempo"cinzentas": não são de confiança.' Ser cinzento não significa falta de personalidade. Ser cinzento implica tolerância, capacidade de ouvir e entender mesmo que sejam opiniões diferentes. Apesar do cinzento não ser uma cor muito bonita, no caso mencionado, ser cinzento não é mau, muito pelo contrário...mas isto sou eu 'que não devo ser de confiança'...