quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

A nudez!

Hoje despi a alma. E estava limpa como a água naquelas praias onde sonhava um dia estar.
Não era uma pretensão... foi uma realidade. Parecia fácil me despir dessa maneira.
E se tu não quiseres saber? Se nem reparares da forma núa como me mostro e me podes ver?

21 comentários:

sofia disse...

é bom quando conseguimos despir a alma...nada sabe tao bem como a leveza da nudez.As vezes temos alguem a ver a nossa nudez e admira-la de forma bem simples isso sabe ainda melhor...embora por vezes nos pareça que o olhar desse alguem esteja desviado. Mas deixemos a alma nua para quem a quer ver nua( não são quaisquer olhos que a podem ver assim)

Cá estou eu... disse...

Os 'ses' fazem parte da vida! Despir a alma é algo que nem todos conseguem...Parabéns por isso ;)

Pedro Reis Sá disse...

Apenas inspiração... seja nua ou não, por vezes existe!

sofia disse...

Se existe é o que importa!

Pedro Reis Sá disse...

Pelo menos existe tentativa...

sofia disse...

Tentativa já vale muito...se não conseguirmos mas tentar pelo menos...as vezes...

Cá estou eu... disse...

Tentativa de despir a alma?Ou tenativa de inpiração??!!Quer seja uma ou outra, sinceramente, não acredito na 'tentativa'...Acontece...pura e simplesmente acontece...

Pedro Reis Sá disse...

Tentativa de inspiração...

Cá estou eu.... disse...

Então podemos por outro lado...tentiva de inpiração para despir...a alma, claro:)!!

Pedro Reis Sá disse...

Tentativa de inspiração. apenas. a alma até pode estar penada... ou nua. é despida consoante as situações! Ou não!

sofia disse...

não se pode dar como perdido quem não tenta.

Pedro Reis Sá disse...

E na nudez as vezes perde se!

sofia disse...

perde-se e é bom!

Pedro Reis Sá disse...

isso agora!!!

sofia disse...

a nudez perde-se mas é bom quando isso acontece!

Pedro Reis Sá disse...

A nudez é linda quando é pura

sofia disse...

nem mais! coisas simples

Pedro Reis Sá disse...

E dormir, nada?

sofia disse...

ando sempre com o relógio trocadao realmente mas ainda bem que me lembras-te

Pedro Reis Sá disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Bruno Marques disse...

Realmente hoje quando te vi, estavas diferente...:D